Ações criminosas para fraudar Vestibulares nas Universidades

Imprimir PDF

NOTA IMPORTANTE

A imprensa em geral tem noticiado sobre ações criminosas para fraudar os vestibulares de universidades públicas (federais e estaduais), universidades privadas e faculdades, mineiras e cariocas. Por isso, a UNIVERSIDADE DE ITAÚNA vem a público esclarecer que sempre tomou todas as providências acautelatórias e de segurança, a fim de garantir e resguardar a lisura e transparência de seus processos seletivos (vestibulares), principalmente quanto ao do Curso de Medicina, que é o mais visado pelas quadrilhas especializadas nesse tipo de fraude. São medidas preventivas, adotadas nos processos seletivos (vestibulares) da Universidade de Itaúna, dentre outras:

1 – todos os vestibulandos são obrigados a colocar nos gabaritos a sua impressão digital, tomada por pessoal especializado;

2 – todos os vestibulandos de Medicina são monitorados nos corredores e áreas comuns, bem como nas salas de provas, por meio de câmeras com gravação das imagens;

3 – todos os vestibulandos são fotografados nas salas de provas;

4 – todo o prédio onde se realiza o vestibular de Medicina fica isolado de quaisquer comunicações com o seu exterior, através de modernos e eficazes bloqueadores de telefones celulares, independentemente da operadora utilizada;

5 – todos os vestibulandos, antes do ingresso nas salas de provas, são revistados através de detectores de metais, e os seus objetos são colocados em recipientes individuais e lacrados, na frente da sala;

6 – os vestibulandos com cabelos longos são obrigados a usar “buchinhas”, prendendo-os no alto da cabeça, deixando as orelhas à mostra, sendo proibido o uso de bonés, chapéus e similares;

7 - durante todo o período de realização das provas, o documento de identidade do vestibulando permanece sobre a sua carteira;

8 - em todas as salas de provas há, pelo menos, dois fiscais; um deles, obrigatoriamente, professor efetivo da Instituição.

Com esses esclarecimentos, entendemos muito pouco provável que tais quadrilhas, embora profissionais, possam agir nos processos seletivos (vestibulares) oferecidos pela Universidade de Itaúna, sobretudo no que se refere ao Curso de Medicina.